NOTÍCIAS
Abrahosting alerta para golpe do falso boleto de hospedagem e manutenção do domínio
Por: Redação - 18/12/2017

A Associação Brasileira das Empresas de Infraestrutura de Hospedagem na Internet (Abrahosting) alerta os proprietários de sites contra o golpe do falso boleto de hospedagem e manutenção do domínio. De acordo com a associação, o golpe, embora já bastante conhecido e repetidamente denunciado pelas autoridades, continua fazendo vítimas em todo o país e com intensidade maior nesses meses de virada de ano.

Para enganar suas vítimas, empresas mal-intencionadas tentam se passar por provedores idôneos (ou até pelo próprio órgão oficial de registros de domínio) e enviam milhares de boletos, quase sempre direcionados ao "departamento financeiro/marketing" das empresas alvo.Os boletos trazem sempre o nome de domínio da vítima e uma descrição de serviços relacionados à "manutenção/upgrade da hospedagem do site acima".

A Abrahosting diz que, entre os casos mais emblemáticos dessa modalidade de fraude, estão os praticados pela empresa "Br.Registro"  e pela  "Registrar.Com", ambas já proibidas de operar,  cujas logomarcas buscam claramente imitar a identidade do órgão brasileiro "Registro.Br", pertencente ao Comitê Gestor da Internet.

Desde novembro deste ano, a Abrahosting vem recebendo denúncias sobre uma nova onda de falsos boletos físicos enviados por uma empresa que assina como "Registros e Hospedagens" com valor de R$ 199,00 e com as mesmas características dos demais. Em geral, estes documentos tentam se passar por uma cobrança legítima, mas trazem em letras pequenas e pouco destacadas a informação de se tratar de um 'boleto facultativo' ou uma 'proposta de serviços, com pagamento opcional'.

Em nota, Vicente de Moura Neto, presidente da Abrahosting, afirmou que, mais do que ignorar estes boletos, é importante que o usuário denuncie para órgãos como polícia, Procon ou para o seu próprio provedor  de hospedagem. E ressaltou que a Abrahosting condena de forma taxativa este tipo de prática e não admite em sua base provedores que usem tal expediente.

Segundo o advogado Adriano Mendes, sócio do Escritório Assis e Mendes Advogados e consultor jurídico da Abrahosting, empresas que tenham pago um desses boletos maliciosos não devem, de modo algum, tentar se utilizar de serviços que eventualmente são oferecidos. Mendes acrescenta que, mesmo na eventualidade de ofertarem o serviço discriminado (o que nem sempre acontece), as empresas que se valem dessa prática estão cometendo, no mínimo, um crime contra o consumidor e, portanto, não são dignas de confiança.  

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
13/12/2018
12/12/2018
04/12/2018
29/11/2018
16/11/2018
31/10/2018
23/10/2018
23/10/2018
02/10/2018
01/10/2018
EDIÇÃO 26
nov-dez 2018 / jan 2019
Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital