Publicada em: 14/11/2019 às 18:00
Notícias


AmericaNet quer participar de 5G no Brasil
Roberta Prescott

As prestadoras de pequeno porte receberam positivamente a primeira versão do Conselho Diretor para o leilão 5G, previsto para algum momento de 2020. O relator, Vicente Aquino, propôs várias mudanças no desenho feito pela área técnica, especialmente ao destinar parte da faixa de 3,5 GHz exclusivamente para provedores de pequeno porte ou novos entrantes.  

Para a AmericaNet, 5G é estratégico e a empresa quer participar do leilão de frequências. “Temos feito trabalho em conjunto com outras operadoras e juntamente com a Anatel para sensibilizá-los para a importância de ter novos players no leilão”, disse José Luiz Pelosini, vice-presidente da AmericaNet. Pelosini afirmou ter ficado surpreendido positivamente com o voto da minuta do conselheiro Vicente Aquino. 

A AmericaNet está enxergando boas oportunidades de atuação e crescimento no interior de São Paulo e na região do Sul de Minas Gerais. “Temos percebido que tem um mercado [nesses locais] que precisa ser atendido, tanto no B2B quanto B2C.” A operadora tem a meta de chegar, até o fim de 2022, a um milhão de assinantes e este montante seria atingido tanto por meio de crescimento orgânico como inorgânico. 

A AmericaNet está olhando, principalmente, empresas que atuem no mercado consumidor, não necessariamente na região Sudeste. “Dos processos que estamos em andamento, nós acreditamos fechar o primeiro trimestre com 200 mil assinantes”, disse.  


Powered by Publique!