NOTÍCIAS
Demi Getschko: Internet exige valores para não virar Frankenstein
Por: Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 26/09/2018

A capacidade de fazer de tudo não significa que tudo deve ser feito. Como defendeu o presidente do NIC.br e membro de notório saber do Comitê Gestor da Internet no Brasil, Demi Getschko, no Rio Info 2018, que acontece no Rio de Janeiro, é importante que essa maturidade seja incorporada ao uso da rede. Ou seja, a sabedoria para avaliar o mérito do que é feito com essa ferramenta maravilhosa. 

“A internet é um recurso maravilhoso que deixa todo mundo exuberantemente envolvido. Mas além da ideia de que tudo pode ser feito, devemos ter a ideia do que pode ser feito do ponto de vista ético e moral. A possibilidade de fazer coisas está aberta a todos, mas deve ter algum tipo de avaliação que hoje não foi dada muita atenção, que é a avaliação do mérito das coisas, do objetivo das coisas, e do que está por trás de cada uma delas”, afirmou um dos fundadores da internet brasileira em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital. 

“Internet com valores é adicionar à tecnologia que permite ligar tudo de qualquer jeito com os valores que dizem o que ligar e o que não ligar”, insistiu Getschko ao lembrar do uso cada vez maior de algoritmos na própria tomada de decisões. “Algoritmos são coisas complexas porque são algo mecânico que podem escapar de seu criador. Estamos com 200 anos do livro ‘Frankenstein’, em que a criatura escapa do controle do criador. O problema dos algoritmos não é que haja uma má intenção embutida neles, mas eles podem criar situações. E pelo fato de ter inteligência artificial e aprendizagem envolvida, em que o comportamento deles foge do que se imaginaria humano. Então há que se ter muito cuidado com isso.” Assistam a entrevista com Demi Getschko.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
12/12/2018
12/12/2018
12/12/2018
12/12/2018
11/12/2018
06/12/2018
06/12/2018
03/12/2018
28/11/2018
19/11/2018
EDIÇÃO 26
nov-dez 2018 / jan 2019
Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital