NOTÍCIAS
Economia está em recuperação, mas ritmo ainda é lento
Por: Por Roberta Prescott* - 23/04/2018

A economia brasileira está voltando a crescer, depois de passar por uma fase de recessão. No entanto, o ritmo deste avanço ainda é lento. Durante a Convenção Abranet 2018, evento que reuniu 100 empresas de Internet entre os dias 17 e 20 de abril, na Bahia, o economista Alexandre Schwartsman deu um panorama sobre o cenário econômico brasileiro. "Vemos uma trajetória de recuperação, depois de uma das piores crises que passamos nos últimos 30, 40 anos. A saída para estas recessões longas é lenta", disse, em entrevista à Abranet.

De acordo com Schwartsman, os sinais são de que economia avança, mas não em um ritmo extraordinário. "Estou na expectativa de termos crescimento na ordem de 2,5% para 2018. É um crescimento razoável, mas não recupera o que foi perdido de 2014 para cá." A recuperação em curso tem sido muito puxada pelo lado do consumo, que está reagindo, seguindo uma melhora de massa salarial e de juros mais baixos.

O economista alertou que a retomada ainda está, contudo, condicionada ao que vai acontecer na eleição, porque o Brasil ainda tem pela frente uma agenda de reforma muito extensa. Questionado sobre o setor de internet, Schwartsman lembrou que o segmento conseguiu ter um desempenho bom, apesar da recessão. 

Dólar

A cotação da moeda dos Estados Unidos é sempre uma preocupação para os provedor de internet, uma vez que boa parte dos insumos é comprada em dólar. Schwartsman não acredita em uma explosão da cotação e disse que as variações recentes refletem uma piora no cenário político do País e a dificuldade de fazer avançar a reforma previdenciária.

"Não trabalho no cenário que o dólar vá explodir. Acho muito remota esta chance, porque, se for olhar, as contas externas estão redondas, tem quantidade de reserva internacional que dá colchão de segurança grande e o País não tem endividamento grande em dólar", justificou. 

A necessidade de o Brasil passar a reforma da previdência pontuou boa parte da palestra de Schwartsman, que defendeu urgência na aprovação. "Somente o ponto de vista do governo federal, mais da metade do gasto público está ligado à questão previdenciária. São mais de 40% de INSS; 12% a 13% aos funcionários aposentados. Se não mexer, não sobra espaço para outros programas." Assistam a entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
23/04/2018
23/04/2018
23/04/2018
23/04/2018
19/04/2018
19/04/2018
18/04/2018
18/04/2018
EDIÇÃO 24
maio-julho 2018
A Convenção Abranet 2018 reuniu, na Bahia, cerca de cem empresas de internet. As discussões foram além do dia a dia e abordaram aspectos como planejamento, inovação e estratégia. E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2017         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital