NOTÍCIAS
Em 2020, Brasil terá 435,8 milhões de dispositivos fixos e móveis prontos para conexões IPv6
Por: Roberta Prescott - 07/06/2016

O Brasil está evoluindo mais rapidamente que diversos países na adoção da nova versão sobre o protocolo IP. Durante coletiva de imprensa para divulgação do estudo Cisco Visual Networking Index (VNI), nesta terça-feira (7/6), os executivos da empresa ressaltaram que a falta de endereços IPv4 forçou as empresas a migrarem para a nova versão antecipadamente.

A previsão da fabricante é que, em 2020, o Brasil contará com uma base de 435,8 milhões de dispositivos fixos e móveis prontos para conexões IPv6, um salto em comparação com os 167,6 milhões de 2015. Com relação a dispositivos de rede, 56,8% deles estarão prontos para IPv6 — em 2015, eles representavam 32,2%.

A Cisco não divulgou o porcentual do tráfego IPv6 por país, mas por região. Na América Latina, IPv6 passará de 7% da Internet em 2015 para 38% em 2020, acima da média mundial. Globalmente, 34% do total do tráfego de Internet será gerado via IPv6 em 2020. Isto significa um crescimento de 16 vezes de 2015 a 2020, a uma taxa CAGR de 74%. No mesmo ano, 48,2% de todos os dispositivos e conexões de rede fixa e móvel serão habilitados para IPv6, superando os 23,3% em 2015.

Confira a íntegra do estudo aqui.

Leia também:

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
28/08/2017
02/06/2017
24/05/2017
17/02/2017
15/02/2017
12/01/2017
05/10/2016
01/08/2016
07/06/2016
04/02/2016
EDIÇÃO 22
set/nov 2017
Reforma trabalhista: impactos para os ISPs. Conheça o novo cenário e saiba o que muda para as empresas de Internet. E mais: Os robôs chegaram pra valer; A incerteza dos 450 MHz; TIC Educação: o papel dos provedores.
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2017         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital