NOTÍCIAS
Extorsão digital ganha espaço como forma de cibercriminosos ganharem dinheiro
Por: Redação - 05/02/2018

Em 2017, a extorsão digital se tornou o principal “modus operandi” dos cibercriminosos para ganhar dinheiro, de acordo com a Trend Micro. Segundo a empresa especializada na defesa de ameaças digitais e segurança na era da nuvem, isso se deveu principalmente ao ransomware, atualmente a arma preferida dos cibercriminosos, que os ajuda a extorquir dinheiro de usuários ao redor do mundo e a atacar grandes empresas e organizações.

A previsão para este ano não é de melhoria. No relatório “Previsões de Segurança para 2018”, a Trend Micro aponta que os cibercriminosos continuarão atacando grandes alvos por meio da personalização do ransomware. Com base nas semelhanças entre os principais ataques de ransomware do ano passado, verificou-se que o próprio ransomware foi codificado para procurar arquivos no banco de dados do escritório e do servidor.

Empresas da área de saúde e manufatura serão as principais afetadas em ataques de extorsão digital. Os dados extremamente sensíveis e redes muitas vezes ultrapassadas são ideais para os ataques, como provado nos ataques de ransomware em 2017. Como hospitais e instituições de saúde, não podem, de forma alguma, perder o controle dos dados e históricos de seus pacientes, a extorsão tem ainda mais sucesso nesse ambiente.

Os hackers também continuarão a utilizar a abordagem “spray-and-pray” em seus ataques de ransomware, ou seja, vão enviar o ransomware em massa, na esperança de conseguirem infectar um sistema de usuários vinculado a uma rede de escritório.

No entanto, a Trend Micro acredita que o ransomware não será o único método utilizado para extorsão digital, atacando também documentos corporativos críticos para as empresas e também fábricas e robôs de linha de montagem. Devido a sistemas antigos e hardwares não atualizados, as máquinas se tornam alvos fáceis para ataques que exploram vulnerabilidades conhecidas.

Grupos de invasores vão usar também campanhas digitais de difamação e propagandas falsas contra celebridades e empresas que estejam tentando promover um produto ou filme. Até mesmo sites de avaliação podem ser explorados pelos cibercriminosos. As redes sociais podem ser usadas para comprometer serviços e produtos de uma empresa com “falsas” avaliações negativas.

A mepresa acredita que a extorsão digital continuará usando técnicas de phishing e de engenharia social para infectar computadores e sistemas de executivos ou para abrir uma porta para roubar dados. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
22/02/2018
05/02/2018
02/02/2018
01/02/2018
25/01/2018
23/01/2018
18/01/2018
08/01/2018
18/12/2017
13/12/2017
EDIÇÃO 23
dez 2017 - jan/fev 2018
Qual é a fórmula do sucesso? Boas práticas aplicadas por corporações bem-sucedidas sugerem um caminho a seguir. Entrevista com Tadao Takahashi. Discussão sobre a lei de proteção de dados avança. Futurecom: Mais conectividade, mais oportunidades.
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2017         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital