NOTÍCIAS
Facebook assume que o uso indevido de dados atingiu 87 milhões de pessoas
Por: Da Redação da Abranet - 04/04/2018

O Facebook revelou nesta quarta-feira 4/4, que o uso de dados de seus clientes pela empresa Cambridge Analytica foi bem mais amplo que o inicialmente divulgado. No lugar dos 50 milhões de usuários afetados, um novo posicionamento da rede social indica que o número chega a 87 milhões. 

A informação está em um comunicado divulgado pela rede social que lista promessas de mudanças que supostamente restringem o uso de APIs – ou seja, as interfaces pelas quais são extraídos os dados relativos aos usuários dos Facebook.

Por exemplo, o Facebook diz que não vai mais permitir que desenvolvedores utilizem APIs para acessar a lista de convidados a eventos marcados pela rede social. “Apenas apps que sejam aprovados por nós e concordem com exigências estritas serão autorizados a usar a Events API”, diz o CTO do Facebook, Mike Schroepfer, em postagem nesta quarta.

Também será exigida a autorização da rede social para que terceiros desenvolvedores usem a API ‘Groups’. “Apps não mais serão capazes de acessar a lista de membros de um grupo. Também estamos removendo informações pessoais, como nome e foto de perfil, associadas a posts ou comentários que aplicativos aprovados podem acessar”, diz o CTO.

Outra medida impede acesso a informações pessoais como ponto de vista religioso, afiliação política, relacionamentos, lista de amigos, livros lidos, músicas ouvidas, etc em perfis que já tenham passado por três meses de inatividade.

E conclui informando que “acreditamos que informações do Facebook de até 87 milhões de pessoas – a maioria nos EUA – podem ter sido impropriamente compartilhadas com a Cambridge Analytica”. A empresa diz ainda esperar “que as mudanças protejam melhor as informações das pessoas”.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
22/08/2018
21/08/2018
21/08/2018
14/08/2018
09/08/2018
08/08/2018
08/08/2018
07/08/2018
06/08/2018
03/08/2018
EDIÇÃO 25
agosto-outubro 2018
Ordenar o uso e organizar o compartilhamento das infraestruturas aérea e terrestre são medidas imperativas para as empresas de energia, telecomunicações e de internet. E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2017         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital