Publicada em: 07/11/2018 às 19:13
Notícias


Fibra dispara e velocidades acima de 34 Mbps são as que mais crescem
Da Redação da Abranet

As conexões à internet por meio de fibras ópticas começam a se impor como regra no mercado de provimento de acesso e chegaram a superar, entre janeiro e setembro, o total de adições líquidas do setor – em grande medida por conta da gradativa substituição de conexões xDSL. No acumulado dos nove meses em 2018, foram 1,88 milhão de novos acessos em fibra, para um crescimento total do mercado – adições menos cancelamentos – de 1,83 milhão.

Como resultado, as conexões de fibra óptica deram um salto significativo nos nove primeiros meses do ano, passando de 10,6% do total de conexões ativas para 16,1% somente neste período, revelam os dados divulgados pela Anatel, nesta quarta-feira, 07/11. Ao mesmo tempo, as conexões xDSL foram reduzidas em 548,4 mil acessos, caindo de 45,3% para 40,8% do total. As conexões por cabo, mesmo tendo adições líquidas de 382,9 mil acessos, caíram levemente em proporção de 31% para 30,4%.

Associadas a redes mais robustas, as velocidades das conexões no país também melhoram. No mesmo período entre janeiro e setembro deste 2018, os acessos com velocidades acima de 12 Mbps passaram de 41,9% para 48,7% do total, com 14,9 milhões das 30,7 milhões de conexões em banda larga no Brasil. Sendo que de longe o segmento que mais cresce é de acessos acima de 34 Mbps, que ao longo deste ano pularam de 14,8% para 22,8% dos acessos em serviços.

No total, o Brasil encerrou o mês de setembro com 30,72 milhões de conexões fixas à internet, o que representa um crescimento de 6,3% nesses nove meses, sendo que o mercado segue puxado sobretudo pelos pequenos provedores de conexão, responsáveis por 78,1%, ou 1,43 milhão dos 1,83 milhão de novos acessos no período. Nesse subgrupo, a taxa de crescimento é de 32,2%.


Powered by Publique!