NOTÍCIAS
Governo lança Internet para Todos com 2.471 prefeitos
Por: Luís Osvaldo Grossmann* - 13/03/2018

O governo federal lançou formalmente nesta segunda, 12/3, o programa Internet para Todos, em evento de alto calibre político com a presença de 2.471 prefeitos, nas contas do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O objetivo é usar o satélite geoestacionário gerido pela Telebras para garantir conectividade em banda Ka nas áreas desatendidas. 

“Estamos colocando o Brasil no mundo moderno, trazendo a modernidade para o país. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse que desde 2005, quando ele era ministro das Comunicações, já se falava em levar banda larga para todos os municípios e escolas públicas. Passou todo esse tempo sem chegarmos, mas agora é levado adiante”, destacou o presidente Michel Temer durante a cerimônia, em Brasília.

Como lembrado no evento, a adesão das prefeituras se dá sem custos diretos, embora caiba aos municípios prover local para a instalação de antenas e cuidar da segurança. Como o programa é uma derivação do Gesac – Governo Eletrônico Serviço de Atendimento ao Cidadão – já existe isenção tributária na oferta das conexões, cuja promessa é de serem em preços acessíveis aos cidadãos. 

De acordo com o ministro Gilberto Kassab, o objetivo é fazer acordos com todos os prefeitos do país. “Até o presente momento 2.471 prefeitos pessoalmente estão aqui neste momento para assinar esse contrato que vai permitir utilizarmos o satélite da melhor maneira possível. Mas centenas de prefeitos ligaram neste fim de semana pois não poderiam comparecer e teremos um segundo lote a ser fechado em três semanas. E provavelmente vamos atingir 100% dos municípios brasileiros.”

Segundo a Telebras, o termo de adesão que assinado pelos prefeitos define a infraestrutura básica e as condições para a participação dos municípios no programa. As prefeituras devem indicar onde serão instaladas as antenas para distribuição do sinal de internet, além de garantir a segurança da área e arcar com as despesas de energia elétrica. A promessa é de que as antenas comecem a ser instaladas em maio. 

A estatal terceirizou a operação do programa para a empresa americana Viasat, em acordo que destina a ela 100% da capacidade em banda Ka do satélite geoestacionário de defesa e comunicações, ou seja, 58 Gbps. De acordo com a Telebras, “a Viasat alavancará a rede satelital do SGDC-1 para explorar serviços de satélite em comunidades isoladas, por meio de WiFi Hotspots de acesso à Internet de baixo custo, além de explorar os mercados residencial, empresarial e de aviação”. 

*Matéria originalmente publicada no Convergência Digital.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
12/12/2018
12/12/2018
12/12/2018
12/12/2018
11/12/2018
06/12/2018
06/12/2018
03/12/2018
28/11/2018
14/11/2018
EDIÇÃO 26
nov-dez 2018 / jan 2019
Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital