NOTÍCIAS
Maioria das empresas compra e vende online; aplicativos são principal canal
Por: Roberta Prescott - 29/04/2020

Os aplicativos de mensagens são o principal canal utilizado pelas empresas para vendas on-line no Brasil, segundo apontou a pesquisa a TIC Empresas 2019, divulgada nesta terça-feira (28) pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) por meio do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

Em 2019, 70% das empresas entrevistadas afirmam ter feito compras pela internet nos últimos 12 meses, o maior porcentual verificado na série histórica da pesquisa, e 57% delas disseram ter vendido. A maior parte das empresas utilizou aplicativos de mensagens como WhatsApp, Skype ou chat do Facebook (42%) para intermediar as transações. Outros meios utilizados para a transação foram e-mail (39%), redes sociais (20%), website da empresa (16%) e plataformas de venda (14%). 

Conforme apontou Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br, o comércio eletrônico tem sido uma das principais formas de participação das empresas brasileiras na economia digital. Segundo ele, os dados da pesquisa oferecem uma ampla radiografia de como os diversos setores econômicos estão preparados para a digitalização de suas atividades de negócios, o que tem se mostrado fundamental neste momento em que medidas de isolamento social estão sendo adotadas em várias partes do Brasil.  

A pesquisa mostra ainda diferenças no comércio eletrônico por porte e setor. Os mercados de atuação em que a maioria das transações se deu entre empresas (B2B), como indústria e construção, usaram boleto ou débito on-line/transferência bancária como forma de pagamento mais frequente. Setores que atuaram principalmente com pessoas físicas (B2C), como comércio, alojamento e alimentação, utilizaram o pagamento na entrega e o cartão de crédito em maiores proporções. 

A TIC Empresas também investigou as barreiras que restringem o comércio eletrônico. A preferência pelo modelo comercial atual foi apontada por 51% das empresas, seguida por inadequação dos produtos para venda on-line (49%), alto custo de desenvolvimento e manutenção (38%) e a baixa demanda pela Internet (36%).

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
26/06/2020
25/06/2020
24/06/2020
23/06/2020
23/06/2020
18/06/2020
17/06/2020
09/06/2020
08/06/2020
05/06/2020


Copyright © 2014-2020         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital