NOTÍCIAS
Mais do que consumir Internet, o Brasil precisa fazer a Internet
Por: Da Redação da Abranet - 17/05/2019

No dia mundial da Internet, comemorado nesta sexta-feira, 17/05, o Brasil - um país consumidor voraz da Rede Mundial - precisa entender que é possível fazer muito mais. Falta mão de obra qualificada para desenvolver novas aplicações e negócios na Internet e há uma grande massa de jovens em busca de emprego. O relatório setorial de TIC 2018, feito pela Associação Brasileira de Tecnologia da Informação e Comunicação, Brasscom, mostra que a demanda de novos profissionais para Internet das Coisas será de 110 mil novos trabalhadores até 2024.

Só que, hoje, apenas 45 mil profissionais de TICs são formados no Brasil, quando a demanda do mercado chega a 70 mil. Isso implica em um gap anual de 24 mil especialistas. "Temos que olhar esses números com lupa. O governo tem de enxergar a urgência de uma política pública de formação de mão de obra em TIC, principalmente com a economia real migrando para a digital", salienta o presidente executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

O próprio ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, ao participar de audiência pública na Câmara dos Deputados, na semana passada, sinalizou a urgência em dar prioridade à formação de mão de obra. Aos parlmentares, disse que a falta de qualificação profissional não deixará o Brasil apenas para trás tecnologicamente, mas à reboque dos novos empregos que serão criados pela economia digital.

“A gente precisa acompanhar a tecnologia para sermos competitivos como país, do contrário vamos ficar para trás, do contrário nossa força de trabalho vai ficar com os piores trabalhos. Nós precisamos ser protagonistas”, ressaltou. Estudos mostram que no segmento de TICs, existesm hoje 845 mil empregos ativos. Desses, 42 mil foram criados no ano passado, que apesar de ter sido um ano comparativamente fraco para o setor por conta da crise econômica e política.

O relatório TIC 2018, da Brasscom, revela que as novas tecnologias exigem mais profissionais e eles não estão aparecendo. O estudo mostra, que além de Internet das Coisas, há também a demanda de 45,3 mil especialistas para a área de segurança. Já o big data e analytics vão exigir 40,7 mil novos postos de trabalho. Computação em nuvem exigirá 24,8 mil novos profissionais. Vale lembrar que o desemprego no Brasil é maior para jovens entre 18 e 24 anos, de acordo com dados do IBGE. São esses jovens que precisam descobrir que podem fazer mais com a Tecnologia.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
27/11/2019
25/11/2019
14/11/2019
08/11/2019
07/11/2019
07/11/2019
05/11/2019
05/11/2019
05/11/2019
01/11/2019


Copyright © 2019         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital