NOTÍCIAS
Manaus é a próxima cidade brasileira a ter um OpenCDN no começo de 2020
Por: Roberta Prescott - 10/12/2019

Após implantar OpenCDN em Salvador no ano passado, o NIC.br tem planos para expandir a iniciativa para novas localidades. Em apresentação nesta terça-feira, 10/12, no IX Forum 13, realizado na 9ª Semana de Infraestrutura da Internet no Brasil, Antonio Marcos Moreiras, gerente de projeto e desenvolvimento, adiantou que serão duas localidades, sendo uma delas Manaus. “Devemos começar a operar no começo do ano que vem, em fevereiro, sempre com objetivo de levar o conteúdo mais próximo ao usuário e aumentar a qualidade”, disse, acrescentando que Manaus há poucas alternativas de conexão. Outras localidades também estão sendo estudadas.  

O projeto OpenCDN é uma iniciativa que visa a facilitar a distribuição de conteúdo no Brasil, melhorando a qualidade da internet e abaixando os custos. O piloto do projeto está em operação em Salvador. “De um a dois meses, devem estar operando novas CDNs e com isto esperamos abaixar o custo de R$ 2,85 para R$ 2 e aumentar quantidade de tráfego”, disse Moreiras. 

Além de OpenCDN, os pontos de troca de tráfego (IX, na sigla em inglês) também estão crescendo. “Fortaleza cresceu muito neste ano e estamos trabalhando fortemente para aumentar a capacidade. Estamos fazendo a conexão física do Facebook lá; temos expectativa de ter caches do Google no primeiro trimestre de 2020, vamos conectar o novo PIX da Hostweb; vamos colocar nossos equipamentos no segundo trimestre e também solicitar a migração das fibras”, detalhou Julio Sirota, gerente de infraestrutura do NIC.br. 

Hoje, existem 31 localidades com IXs. Em 2019 não foram inauguradas nenhuma nova, mas estão em processo de implantação outras localidades — Campo Grande, Cascavel, Macapá e Boa Vista — para serem lançadas em 2020.

Outro objetivo do NIC.br é a mudança de tecnologia para EVPN (Ethernet VPN). O desafio, segundo explicou Sirota é encontrar solução com relação custo/benefício adequado que atenda aos requisitos operacionais e que permita a entidade migrar uma rede em operação. “Já conversamos com cinco fabricantes, fizemos três provas de conceito e seguiremos trabalhando em 2020”, disse, acrescentando que ainda não há nada definido. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
31/07/2020
26/06/2020
25/06/2020
24/06/2020
23/06/2020
23/06/2020
17/06/2020
09/06/2020
04/06/2020
26/05/2020


Copyright © 2014-2020         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital