NOTÍCIAS
Pequenos prestadores de telecomunicações ficam com 24,66% dos acessos de banda larga fixa
Por: Da Redação da Abranet - 05/10/2018

O serviço de banda larga fixa totalizou 30,54 milhões de contratos ativos em agosto deste ano no Brasil, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em 12 meses, foram ativados mais 2,43 milhões de acessos de banda larga fixa (+8,63%). Na comparação entre agosto de 2018 e julho de 2018, houve variação de mais 32 mil contratos (+0,11%).

As três maiores prestadoras nacionais de banda larga fixa detêm juntas 23,01 milhões de contratos ativos (75,34% do mercado) em agosto de 2018: Claro, 9,23 milhões de contratos (30,23%), Vivo, 7,6 milhões (24,91%), e Oi, 6,17 milhões (20,20%). Os pequenos prestadores de serviços de telecomunicações detêm 7,53 milhões de assinantes (24,66%) do total.

Em relação às três maiores prestadoras nacionais de banda larga fixa, apenas a Claro apresentou crescimento nos últimos 12 meses, mais 522 mil acessos (+5,99%). A Oi registrou redução de 218 mil contratos (-3,41%) e a Vivo menos 4 mil (-0,05%). As prestadoras de pequeno porte cresceram 2,13 milhões (+39,31%).

As principais tecnologias utilizadas para a transmissão de dados banda larga no Brasil são a xDSL, que utiliza a estrutura da telefonia fixa, com 12,63 milhões de acessos (41,35% do mercado) em agosto de 2018, seguida pelo modem a cabo (relacionadas às prestadoras de TV por Assinatura), com 9,32 milhões de acessos (30,51%), e pela fibra ótica, com 4,66 milhões (15,27%). Mesmo com o expressivo crescimento da fibra, ela ainda fica muito atrás do cobre, com 12,628 milhões de acessos e do cabo, com 9,318 milhões.

A tecnologia que apresentou o maior crescimento na banda larga fixa foi o provimento de dados via satélite, mais 90 mil contratos ativos em 12 meses (+116,04%). Essa tecnologia representa apenas 168 mil assinantes (0,55% do mercado). A fibra ótica apresentou crescimento de mais 2,10 milhões de contratos ativos no período (+81,89%) e o modem a cabo mais 561 mil (+6,40%). A tecnologia xDSL teve redução de 656 mil (-4,94%).

Com exceção do estado de Roraima, menos 452 contratos ativos em doze meses (-1,20%), todos os outros estados brasileiros apresentaram crescimento. Os maiores aumentos foram registrados no Maranhão, mais 52 mil contratos (22,10%), Paraíba, mais 50 mil (17,69%), Pará, mais 56 mil (16,74%), Ceará, mais 108 mil (+15,54%), e Sergipe, mais 26 mil (14,83%). Os números da banda larga fixa estão disponíveis no Portal da Anatel.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
05/10/2018
11/09/2018
30/08/2018
31/07/2018
24/07/2018
12/07/2018
03/07/2018
02/07/2018
29/06/2018
05/06/2018
EDIÇÃO 25
agosto-outubro 2018
Ordenar o uso e organizar o compartilhamento das infraestruturas aérea e terrestre são medidas imperativas para as empresas de energia, telecomunicações e de internet. E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital