NOTÍCIAS
Plano de ação de Internet das Coisas contempla empresas de Internet
Por: Roberta Prescott - 16/02/2018

O fornecimento de conectividade por meio de mecanismos financeiros e não financeiros para provedores e por meio de elementos do Plano Nacional de Conectividade (PNC) que assegurem conectividade de alta capacidade, com ênfase nos municípios com produção rural abundante, é uma das iniciativas que consta no documento Plano de Ação e Proposta de Estrutura de Monitoramento (PMO) — clique aqui para ver a íntegra.

A ação estruturante visa à melhoria de infraestrutura de conectividade e interoperabilidade e está sob a responsabilidade do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e tem o BNDES como principal parceiro. Ela é uma entre as diversas propostas contidas no documento para a construção de um Plano Nacional de IoT, com recomendações para definição da estrutura de governança, iniciativas e responsáveis, foram elaboradas pelo comitê gestor do estudo juntamente ao consórcio responsável.

No entanto, os responsáveis pelo estudo apontam que sua implementação, bem como o detalhamento de conteúdo e responsáveis, será objeto de ato sob exclusiva responsabilidade do governo federal, que pode divergir das recomendações apresentadas. Atualmente, o Plano Nacional de IoT está em sua quarta e última fase. Nesta etapa, o objetivo é dar suporte à implantação do plano de ação e serão feitos o detalhamento dos três projetos mobilizadores do Plano de ação, o desenho de modelo de governança para o PNIoT e o desenho da estrutura de monitoramento (PMO). Esta fase começou em outubro do ano passado e encerra-se em março.

Na fase quatro, as iniciativas definidas na fase III foram reavaliadas, sendo atribuídas a elas um responsável e uma classificação de impacto e facilidade de implantação. Durante este processo algumas iniciativas foram incorporadas a outras para simplificar o processo de acompanhamento. Das 75 iniciativas originais, 16 foram consideradas incorporadas nas 60 iniciativas finais definidas para implantação. Como resultados desta reavaliação, foi proposto que 25 iniciativas deverão ser lideradas pelas plataformas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
05/12/2018
08/11/2018
06/11/2018
02/10/2018
11/09/2018
29/08/2018
08/08/2018
06/08/2018
06/08/2018
03/08/2018
EDIÇÃO 26
nov-dez 2018 / jan 2019
Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital