NOTÍCIAS
Provedores Internet cresceram 41,94% nos acessos ativos de banda larga
Por: Redação - 08/01/2018

Os provedores de internet aumentaram sua base de banda larga fixa no Brasil em 1,41% na comparação entre novembro e outubro de 2017, alcançando 4.078.643 contratos, o que representa 14,293% da base brasileira. Mas, no mês, os ISPs não foram o grupo que mais registrou acessos. A Sercomtel cresceu sua base em 6,05% e a TIM em 1,84%. Na comparação anual (novembro de 2017 versus 2016), o grupo no qual estão inseridos os ISPs foi o que mais aumentou a base: 41,94% — em novembro de 2016, eram 2.873.417 contratos. 

No total, em novembro de 2017, o Brasil tinha 28.536.128 contratos de banda larga fixa, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Os números divulgados informam um aumento de 112.629 usuários (0,40%) quando comparado à base de outubro de 2017. Nos últimos 12 meses, o crescimento foi de 1.787.970 de contratos (6,68%).

Na banda larga fixa, a prestadora Sercomtel com 12.188 novos usuários (6,05%) liderou o crescimento percentual entre os grupos nomeados pela Anatel em novembro de 2017 em relação a outubro. Também apresentaram aumento as operadoras TIM, com 7.429 novos clientes (1,84%); a Sky, com 4.123 novos usuários (1,14%); a Algar Telecom, com 4.737 novos acessos (0,89%), e a Claro, com 49.565 mil novos contratos (0,56%). Já a Vivo registrou queda de 2.141 assinantes (-0,03%) e a Oi, perda de 19.406 usuários (-0,31%). 

Entre novembro e outubro, seis estados apresentaram redução na presença da banda larga fixa (Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Tocantins). No entanto, nos últimos 12 meses, todos os estados brasileiros apresentaram crescimento no número de contratos assinados do serviço.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
17/10/2018
05/10/2018
28/09/2018
26/09/2018
21/09/2018
11/09/2018
30/08/2018
09/08/2018
02/08/2018
02/08/2018
EDIÇÃO 25
agosto-outubro 2018
Ordenar o uso e organizar o compartilhamento das infraestruturas aérea e terrestre são medidas imperativas para as empresas de energia, telecomunicações e de internet. E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital