NOTÍCIAS
Redução da qualidade de vídeos ajudou estabilizar internet no Brasil
Por: Por Luis Osvaldo Grossmann* - 30/03/2020

Os indicadores de tráfego da internet brasileira dão a entender que as medidas anunciadas por vários provedores de conteúdo e redes sociais, como Netflix, Youtube, Globoplay, Facebook e Instagram para redução da qualidade dos vídeos – e com isso, a taxa de transmissão – ajudaram no equilíbrio de uso da banda disponível. 

Segundo números agregados do Ix.br, parte do NIC.br, que gerencia os pontos de troca de tráfego no país, o consumo tem ficado um pouco abaixo dos 11 Tbps. E embora o período de alto consumo tenha se alargado para além das horas noturnas, a demanda geral parece ter chegado a alguma estabilidade – ressalvando-se que se trata somente dos últimos sete dias. 

“Os dados parecem estáveis. E isso provavelmente tem relação com as ações promovidas pelos provedores de conteúdo, sinalizando alguma acomodação. Isso é bom porque dá tempo às redes que porventura tenham percebido alguma dificuldade de tomarem as medidas necessárias”, avalia o diretor de projetos especiais do NIC.br, Milton Kaoru Kashiwakura. 

Ele reafirma que até aqui a infraestrutura brasileira se mostra resiliente às recentes mudanças no padrão de consumo. Os dados mostram que enquanto o período da manhã continua de menor uso, houve maior intensidade durante à tarde – o que é coerente com o aumento do teletrabalho diante da pandemia de coronavírus – mas que o pico no consumo continua ao redor das 21h.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
26/05/2020
19/05/2020
07/05/2020
06/05/2020
03/05/2020
29/04/2020
29/04/2020
28/04/2020
17/04/2020
15/04/2020


Copyright © 2014-2020         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital