NOTÍCIAS
Meios de pagamento: "Banco Central precisa preservar capacidade de competição dos novos entrantes"
Por: Roberta Prescott - 28/02/2018

É decisivo que o Banco Central trabalhe para que medidas a serem implementadas preservem a capacidade de competição dos novos entrantes até que sejam eliminadas as principais barreiras, enfatizou o country manager da First Data, Henrique Capdeville, em entrevista à Abranet.

A empresa é nova associada, ao lado de Stone e Adiq. As empresas se juntaram à Abranet, fortalecendo a entidade que defende a livre competição na área de meios de pagamento. A Abranet tem mais de 300 associadas; dentre elas, estão as principais empresas que atuam como prestadoras de serviço em pagamento eletrônico.

Confira a entrevista:

Abranet: Como a First Data avalia o cenário atual de meios de pagamento no Brasil?

Henrique Capdeville: O cenário nos parece desafiador pelo aumento da competitividade e pela resiliência dos modelos verticalizados, que ainda mantém importantes barreiras à livre competição. Entendemos como fundamental o trabalho do Bacen [Banco Central do Brasil] e do Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica] na regulamentação do setor e acreditamos que o aumento da competitividade e a diminuição da verticalização são os dois itens que mais contribuirão para o crescimento e fortalecimento do sistema.

Neste sentido, é decisivo que o Bacen trabalhe para que as medidas a serem implementadas preservem a capacidade de competição dos novos entrantes até que sejam eliminadas as principais barreiras, tais como termos um sistema não discriminatório de acesso ao crédito; maior transparência nos regulamentos e preços dos arranjos de pagamento — em especial nos arranjos locais de maior relevância; melhoria das práticas competitivas nos “players” dominantes; clareza nas políticas de garantias dos arranjos, dentre outras.

Por que é importante defender a livre competição na área de meios de pagamento? O que tem ameaçado e quais são os cenários possíveis e seus impactos?

A competição é o que levará ao preço ótimo do sistema para a sociedade. As principais ameaças estão ligadas aos modelos altamente verticalizados que impedem um ambiente competitivo e eficaz, a termos transparência nos preços e custos na cadeia de valor e ainda a previsibilidade dos contratos para se viabilizar novos investimentos.

Como está a oferta? Qual é a estratégia da empresa para este mercado e quais são as expectativas?

Atuamos principalmente nas PMEs presentes nos segmentos tradicionais de mercado, oferecendo um processo confiável, mas de maior flexibilidade e preocupação com as necessidades de fluxo de caixa e soluções para o varejista.

O que levou a empresa a associar-se à Abranet?

A associação decorre da identificação de uma necessidade de se oferecer ao mercado e aos reguladores uma visão do mercado de meio de pagamento que reflita as percepções, preocupações e necessidades dos novos entrantes no negócio. Isso contribuirá para o crescimento e aumento da competitividade do setor e poderá facilitar o entendimento entre estas empresas e as que já atuam no mercado há mais tempo e que estão associadas à Abecs. Além de tudo isso, viabiliza um diálogo direto com o mercado quando nos depararmos com situações que exijam um posicionamento diferente de nossa parte.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
10/09/2018
28/06/2018
28/06/2018
08/06/2018
08/06/2018
05/06/2018
23/05/2018
18/05/2018
08/05/2018
28/02/2018
EDIÇÃO 25
agosto-outubro 2018
Ordenar o uso e organizar o compartilhamento das infraestruturas aérea e terrestre são medidas imperativas para as empresas de energia, telecomunicações e de internet. E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2017         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital