NOTÍCIAS
Cabos metálicos estão em queda, mas seguem com 42% do mercado acesso de banda larga fixa
Por: Roberta Prescott - 25/03/2019

Os cabos metálicos, ainda que em queda, seguem como a tecnologia mais usada para provimento de banda larga fixa no Brasil, com 41,9% de market share em 2018 — um porcentual bem menor que os 71,9% de 2007. O cabo coaxial é o segundo mais usado, com 30,6% de fatia de mercado, em 2018, seguido pela fibra ótica, que tem 18,5%, mas está, desde 2016, em franco crescimento.

Conexão via rádio tem 7,29% do mercado e satélite, apesar de ter tido um significativo crescimento nos três últimos anos, tem apenas 0,6%, de acordo com o Relatório de acompanhamento do setor de telecomunicações, elaborado e divulgado pela assessoria técnica da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Em decorrência da evolução de fibra óptica no Brasil, o número de municípios com presença de fibra óptica cresceu substancialmente. Hoje são 3.589 municípios, representando 64,4% dos municípios do País com backhaul de fibra ótica e 89,4% da população. O Piauí é o Estado com menor porcentual, com menos de 20% dos municípios com fibra ótica, seguido do Amazonas e da Paraíba (entre 20% e 40%).

Em relação a satélite, houve um crescimento de 174,7% entre o primeiro trimestre de 2016 e o quarto trimestre de 2018, mas esta tecnologia ainda soma apenas 189,52 mil acessos.

O estudo também mostrou a utilização da internet por gênero. O Brasil é um dos países mais equânimes do mundo, com uma diferença de 0,45% entre o público masculino e feminino.

No tocante aos cumprimentos de metas da qualidade percebe-se que sobre banda larga fixa o Brasil atingiu 76,5% de cumprimento em dezembro de 2018. A média do ano de 2018 foi de 73,2% das metas e com um índice geral de satisfação de 6,43 de até 10,00, sendo este o menor índice de satisfação dentre os principais serviços.

A maior parte dos planos de acesso está nas faixas de 2 a 12 MBps, 12 a 34 Mbps e acima destas faixas, com especial crescimento da faixa de velocidade acima de 34 Mbps. A velocidade média contratada nacionalmente é de aproximadamente 24,62 Mbps, com o preço médio de R$ 3,50 por 1 Mbps, que sofreu uma queda progressiva de acordo com a proxy utilizada pela Anatel.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
18/10/2019
17/10/2019
15/10/2019
15/10/2019
09/10/2019
04/10/2019
03/10/2019
01/10/2019
30/09/2019
24/09/2019


Copyright © 2019         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital