NOTÍCIAS
Meio de pagamento: Stone compra Linx por R$ 6 bilhões
Por: Da Redação da Abranet - 11/08/2020

A empresa de meios de pagamento Stone anunciou nesta terça-feira, 11/08, um acordo vinculante para unir a sua área de software com a Linx, por cerca de R$ 6 bilhões. A fintech vai incorporar a empresa de software de gestão para o varejo com mais de 30 anos, com uma carteira de 70 mil clientes em sua base e 100 mil pontos de venda, que geram anualmente cerca de R$ 300 bilhões de GMV. A Linx é a principal concorrente, hoje, da TOTVS junto às PMEs no Brasil.

As soluções de software da Linx se estendem pelos principais segmentos do varejo, do pequeno ao grande negócio. Somadas às soluções de meios de pagamento e serviços financeiros da Stone, aceleram a estratégia da companhia de digitalização do varejo brasileiro através de uma solução completa para pequenos, médios e grandes varejistas, que poderão contar com mais produtos para gerir seu negócio, engajar clientes, integrar os canais de vendas online e administrar suas finanças.

"A Stone nasceu há oito anos com um propósito muito forte de ajudar empreendedores brasileiros a prosperar por meio da oferta de produtos inovadores e um serviço excepcional, feito por um time extremamente talentoso que sempre coloca os nossos clientes em primeiro lugar, ajudando o empresário brasileiro a transformar seus sonhos em resultados. Estamos muito felizes de juntar esforços com a Linx nessa jornada de transformar o varejo no Brasil", afirma Thiago Piau, CEO da Stone Co.

Uma nova frente de negócio será criada a partir da integração da Linx ao atual portfólio de investimentos em software da Stone, que somente ocorrerá após as devidas aprovações regulatórias. Para aconselhar as definições estratégicas e ajudar na construção dessa futura nova fase das duas companhias, será formado um conselho consultivo liderado por Alberto Menache, atual CEO da Linx. A transação está condicionada à aprovação pelos acionistas das duas companhias e pelos órgãos regulatórios competentes, como SEC e CADE.

A Stone divulgou o balanço do segundo trimestre, mostrando queda de 28% no lucro líquido ante mesmo período de 2019, a 123,6 milhões de reais. O recuo ocorreu apesar do aumento de cerca de 14% na receita, de 667,4 milhões de reais. Segundo a empresa, a queda reflete despesas ligadas à Covid-19, com a demissão de 1.300 funcionários em maio e a montagem de hospital temporário, além de incentivos a clientes.

A base de clientes ativos da Stone somou 519,4 mil no fim de junho, aumento de 48,6% na comparação anual, mas no trimestre houve redução de 11,9 mil. A Stone, porém, afirmou que “números recentes indicam um significativo crescimento da base de clientes no terceiro trimestre”.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
29/09/2020
28/09/2020
25/09/2020
24/09/2020
21/09/2020
17/09/2020
14/09/2020
10/09/2020
04/09/2020
01/09/2020


Copyright © 2014-2020         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital