NOTÍCIAS
IBOPE: brasileiros leram mais Fake News no Facebook do que no WhatsApp
Por: Da Redação da Abranet - 22/11/2018

As Fake News (notícias falsas) têm sido bastante discutidas em todo o mundo. No Brasil, não é diferente. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo IBOPE Conecta. De acordo com o estudo, 90% dos usuários de internet do Brasil afirmam já ter recebido notícias falsas. Destes, 76% tinham conteúdo com informações enganosas e falsas, 57% eram notícias antigas utilizadas como de fossem recentes, 45% continham conteúdo manipulado, 37% tinham um título que não condizia com o restante do conteúdo e outras 37% eram 100% falsas.

A maior parte das fake news foi lida no Facebook (80%) e no WhatsApp (75%). Há também uma parcela que foi contada pessoalmente (23%) ou vista em outras redes sociais como Instagram (18%), YouTube (15%) e Twitter (8%). Para se prevenirem de enganos, 47% dos entrevistados dizem sempre checar a veracidade de todas as notícias que leem ou recebem e 42% afirmam que às vezes fazem isso, enquanto 11% declaram fazer isso nunca ou quase nunca.

Na hora de confirmar se a informação vista na internet é verdadeira ou falsa, 58% verificam a fonte/site da notícia, 45% leem a reportagem completa para não ter dúvida sobre o assunto, 42% buscam outras fontes para validar a notícia, 30% conferem a data da publicação e 18% pesquisam sobre a fonte.

Neste cenário, os portais de notícias são citados como as fontes nas quais os internautas mais confiam (66%), enquanto somente 5% confiam nas informações do Facebook, mesmo percentual dos que confiam nas conversas com parentes e 4% confiam nas conversas com amigos. O WhatsApp é citado por apenas 4%. A pesquisa foi realizada de 18 a 22 de outubro de 2018, com 2.000 internautas das classes A, B, C e D, de todas as regiões do Brasil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
12/12/2018
22/11/2018
02/10/2018
10/08/2018
06/04/2018
04/04/2018
22/03/2018
14/03/2018
06/03/2018
05/12/2017
EDIÇÃO 26
nov-dez 2018 / jan 2019
Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital