NOTÍCIAS
Empresas brasileiras estão bem longe da transformação digital
Por: Da Redação da Abranet - 30/11/2018

Apenas uma em cada quatro empresas no Brasil está nos níveis superiores de maturidade para a Transformação Digital, um tema que continuará em evidência pelos próximos três anos. Essa é uma das conclusões da pesquisa Softex "Prioridades dos Executivos de TIC brasileiros para Transformação Digital" divulgada durante o B2B Summit, evento promovido em parceria pela entidade e a Oria Capital.
 
O objetivo do levantamento, que envolveu chief executive officers (CIOs) de 101 empresas de todas as regiões do país, foi compreender o comportamento das corporações e dos compradores de tecnologia para saber como eles estão se posicionando frente à Transformação Digital, identificar quais serão os decisores internos para essa transformação, como se dá o relacionamento com os provedores e qual o cenário futuro de absorção de novas tecnologias.
 
Das companhias entrevistadas, 73,2% admitiram estar iniciando esse processo. "Isso significa que a maioria das empresas brasileiras já se encontra em um nível no qual os gestores estão conscientes da Transformação Digital e compreendendo a sua urgência, mas que ainda não sabem exatamente como realizarão a mudança que poderá fazer a diferença para a competitividade de sua empresa", explica Guilherme Amorim, gerente-executivo da Softex.
 
Em relação à motivação para a adoção da Transformação Digital, 44% admitem considerá-la para manter a sua competitividade, 38% para conservar-se na liderança nesta era hiperdigital, 6,9% por pressão de clientes e consumidores, e 1% para otimizar os processos e a qualidade da prestação de serviços. Entre os CIOs ouvidos, 9% não sabem ou não informaram o motivador.
 
Quanto à intenção de adoção de tecnologias emergentes no curto prazo, em um período de três a 12 meses, os destaques ficaram por conta da Internet das Coisas – IoT (23,8%), Computação em Nuvem (Pública e Privada) e Blockchain, ambas com 19,9%. Ao se ampliar o prazo de previsão de adoção para um ano e meio até três anos, surge com força o emprego da Inteligência Artificial e da Aprendizagem de Máquina (Machine Learning) com 34,7%.
 
Uma constatação preocupante do levantamento é a de que apenas 4,6% das empresas consultadas entende inovação como algo importante, o que explica o baixíssimo nível de conscientização da oportunidade presente em uma startup: 71,3% das empresas ouvidas afirmou não manter nenhuma relação com uma empresa nascente de base tecnológica.
 
"Essa é uma tendência que pode e deve ser revertida, pois a Transformação Digital abre um amplo leque de oportunidades para as empresas brasileiras de tecnologia. E, em particular, para as startups que já nascem com um mindset inovador e podem atuar como grandes fomentadoras desse processo", analisa o executivo da Softex.
 
Como principal recurso a ser utilizado prioritariamente para apoiar e/ou executar a jornada da Transformação Digital, 56,4% das empresas planejam utilizar recursos internos, 19,8% realizar contratos com empresas de tecnologia e 13,9% contratos com consultorias de negócios. A pesquisa da Softex indica ainda que a área de TI deverá liderar esse processo em 46,5% das companhias ouvidas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
30/11/2018
26/11/2018
12/11/2018
05/11/2018
21/03/2018
21/03/2018
01/02/2018
30/01/2018
08/01/2018
25/10/2017
EDIÇÃO 26
nov-dez 2018 / jan 2019
Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
E muito mais...
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2018         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital