NOTÍCIAS
Metade dos brasileiros prefere cibersegurança controlada por inteligência artificial
Por: Redação - 03/07/2019

Mais da metade dos brasileiros (52%) prefere que sua cibersegurança seja controlada por uma inteligência artificial em vez de humanos. Foi isto que revelou uma pesquisa da Palo Alto Networks (NYSE: PANW), líder global em cibersegurança, em parceria com a YouGov. Os dados mostraram ainda que 62% dos entrevistados estão menos preocupados com a segurança de seus dados por conta da tecnologia em cibersegurança. 

A Palo Alto Networks entrevistou, em parceria com a YouGov e a Dra. Jessica Barker, especialista na natureza humana da cibersegurança, mais de mil brasileiros para mapear suas impressões a respeito das novas tecnologias de cibersegurança, como a inteligência artificial, e como essas tecnologias protegem seu modo de vida digital.

Marcos Oliveira, country manager da Palo Alto Networks do Brasil, explica que a inteligência artificial tem um papel-chave na cibersegurança dos dias atuais e que os seres humanos estão lutando para estar um passo à frente dos hackers. Para 55% dos brasileiros entrevistados, as checagens de segurança (como, por exemplo, a checagem da senha para provar que o usuário não é um robô) têm um impacto positivo na experiência digital; 55% deles acreditam que eles próprios devem ser responsáveis pela segurança de seus dados pessoais e 54% acham que saber mais a respeito do que podem fazer para protegerem a si próprios e suas famílias no ambiente online faz com que eles se sintam mais seguros. 

Já 82% sentem que estão fazendo tudo o que podem para se prevenir das perdas de suas informações, enquanto 69% dos entrevistados acreditam que não ter a certeza de como proteger seus dados faz com que eles se sintam ansiosos.

Barker ponderou que a confiança é muito importante na cibersegurança e explicou que as pessoas querem estar engajadas ativamente para se protegerem online e contam com a tecnologia para ajudá-las nessa empreitada. Uma mudança no cenário econômico também está impactando as decisões das pessoas sobre novas tecnologias. A “nuvem” se tornou um diferencial competitivo para as organizações, e há um desejo de usá-la como aceleradora para se obter melhores resultados de negócios. 

Para Oliveira, o comportamento das pessoas é uma peça-chave no sucesso da cibersegurança e maus hábitos ou falta de conhecimento têm sido, desde sempre, o elo fraco da corrente. Ele classifica os avanços como 5G e novas medidas regulatórias como a LGPD como novos desafios para que tecnologias como a inteligência artificial e o machine learning possam ajudar as companhias a enfrentar o futuro de maneira segura.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
15/07/2019
03/07/2019
26/06/2019
24/06/2019
20/06/2019
19/06/2019
15/05/2019
15/04/2019
29/03/2019
06/03/2019
EDIÇÃO 27
abril-junho 2019
A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2019         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital