NOTÍCIAS
Ericsson: “É necessário fazer uma análise fim a fim da rede para entender impactos da adoção do IPv6”
Por: Roberta Prescott - 25/05/2015

Desde que os endereços IPv4 se esgotaram, as empresas estão tendo acesso a uma espécie de “volume morto”. É uma situação transitória, diante da qual operadoras de telecomunicações e provedores de Internet terão de avaliar suas demandas a fim de traçar uma estratégia para a adoção da nova verão do protocolo IP.

Em entrevista à Abranet, Andrea Faustino, diretora da área de IP e transporte da Ericsson, explicou que é necessário fazer uma análise fim a fim da rede para saber tudo que é impactado pela introdução do IPv6.

De acordo com ela, a maioria das operadoras já concluiu a fase da transmissão. A preocupação inicial era a questão transitória, como garantir que vai atender ao mesmo tempo IPv4 e IPv6. “Agora, elas estão na fase de análise da interoperabilidade dos equipamentos de IPv6 nativo e da integração das diferentes plataformas”, Andrea Faustino ressaltou.

Confira a entrevista completa:

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
19/10/2017
03/10/2017
18/09/2017
11/09/2017
29/08/2017
28/08/2017
16/08/2017
14/08/2017
11/08/2017
09/08/2017
EDIÇÃO 22
set/nov 2017
Reforma trabalhista: impactos para os ISPs. Conheça o novo cenário e saiba o que muda para as empresas de Internet. E mais: Os robôs chegaram pra valer; A incerteza dos 450 MHz; TIC Educação: o papel dos provedores.
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2017         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital