NOTÍCIAS
Plataforma de conteúdo digital EnterPlay quer parceria com 50 provedores até fim de 2016
Por: Roberta Prescott - 15/12/2015

Lançada na semana passada, a plataforma de conteúdo digital EnterPlay tem parte de sua estratégia de crescimento baseada em parcerias com provedores de acesso à Internet. Além de vender diretamente para o consumidor final, a EnterPlay trabalha com dois modelos de negócios voltados a ISPs. A meta é chegar ao fim de 2016 com, no mínimo, 50 operações com os provedores, conforme revelou à Abranet Jorge Salles, COO da empresa.

Desde o lançamento da plataforma, 116 provedores de Internet já se inscreveram como interessados para entrar no programa e estão na fila para ativação. Atualmente, a empresa está fazendo projeto piloto de campo com 12 empresas. “Colocamos uma meta modesta, pois ainda não sabemos como será a velocidade de ativação”, explicou Salles.

O executivo defende que a EnterPlay elimina complexidade e encurta tempo para o ISP entrar no mercado de TV e vídeos por assinatura e sob demanda. Para Salles, oferecer conteúdo pago aumenta a competitivdade do ISP, principalmente nos mercados nos quais os provedores têm pedido competitividade frente aos combos ofertados pelas grandes operadoras, além de criar fidelização. 

A empresa possui contrato de conteúdo com dezenas de fornecedores de vídeo sob demanda e, na parte de televisão, com a Fox, ESPN, Discovery e Disney. No entanto, os populares canais de filmes, como Telecine e HBO, ainda estão fora. Salles adianta que há negociação em estágio inicial com a Globosat e em estágio final com a HBO. “Estamos com a política de praticar preço muito baixo, pois entendemos que a maior parte dos assinantes banda larga é da classe C”, justifica.   

Modelos de negócio

A EnterPlay desenhou dois modelos para parceria com ISPs. No primeiro, os provedores têm suas redes homologadas (por uma empresa terceirizada) e passam a alocar um servidor de cache da plataforma. “Assim, passamos a trafegar na rede de dados do provedor”, detalha Salles.

Neste formato, o ISP não aparece para o cliente final. Quem fatura e faz a interação é a própria EnterPlay. O provedor é remunerado pelo serviço que presta de transporte de dados e outros que venham a fazer. 

Já o segundo se assemelha ao modelo tradicional de TV a cabo, no qual a EnterPlay é a empacotada para o provedor que deve ter a licença SeAC (Serviço de Acesso Condicionado). Toda a transmissão é baseada n protocolo IP, a chamada IPTV. Neste caso, a EnterPlay é a plataforma de entrega, além de empacotadora, mas cabe ao rovedor faturar para o cliente final e o nome dele aparece junto com o da EnterPlay. “Quem assume os custos e riscos junto aos programadores é a EnterPlay”, diz Salles, contando que a empresa também oferece serviço de treinamento dos funcionários do ISPs e acompanhamento.

Um dos pré-requisitos é integrar o sistema de gestão.  A EnterPlay trabalha com os sistemas DK Solutions, Integrator e Router Box. “Se o sistema de gestão for diferente, terá de haver integração, mas já preparamos todas as APIs; deixamos disponível a biblioteca de integração.” O ISPs têm acesso para comprar set-top-box a preço de fábrica. 

Entenda a plataforma

A plataforma da EnterPlay reúne, em uma mesma interface, TV (aberta e por assinatura), música, vídeos sob demanda, jogos e aplicativos. O serviço pode ser acessado a partir de qualquer dispositivo (como computador, tablet, smartphone, TV ou set-top-box) conectado à internet com uma única senha de acesso e fatura de cobrança.

São 90 canais de TV por assinatura, além de todos os canais de TV aberta e cerca de 3 mil títulos de vídeo sob demanda (para assinatura e aluguel individual), que reúnem lançamentos recentes e campeões de bilheteria. A plataforma oferece pay-per-view de conteúdos esportivos e está finalizando um acordo de parceria para oferta de milhões de músicas nas modalidades “freemium” e assinatura.

De acordo com a empresa, para atender às necessidades do mercado brasileiro, foi desenvolvida uma tecnologia de compressão de vídeo que adequa a qualidade da imagem à velocidade da banda larga do usuário, minimizando as chances de que os conteúdos travem durante a reprodução. O usuário pode monitorar na própria tela a velocidade de entrega que sua banda larga/Wi-Fi está permitindo passar, a cada momento.

O set-top-box, batizado de EnterPlay TV, funciona como um conversor digital, ponto de acesso Wi-Fi e permite, por meio de qualquer televisor (incluindo as TVs de tubo), acessar a plataforma EnterPlay. O equipamento pode ser contratado de forma independente e opera como um conversor digital, além de vir com alguns aplicativos pré-instalados, os quais funcionam mesmo sem conexão à internet. 

Degustação

Até 31 de janeiro de 2016, quem se cadastrar no site http://www.enterplay.com.br/ poderá acessar, de forma gratuita, alguns dos conteúdos da EnterPlay, incluindo canais de TV e títulos de vídeo sob demanda. Além disso, também ganham um cupom para assistir a um jogo de um dos campeonatos esportivos transmitidos pela plataforma a partir de 20 de janeiro. 

Planos e preços

A oferta de planos de IPTV com consumo ilimitado começa a partir de R$ 19,90 por mês (para pacotes com 15 canais de TV em alta definição). Há também planos de vídeo sob demanda por R$ 19,90 mensais, com um acervo de mais de 2,5 mil títulos. Os provedores de internet homologados poderão oferecer aos clientes a plataforma pacotes com preço inicial de R$ 74,90 mensais, para 50 canais, dos quais 42 em HD (alta definição).

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
05/04/2019
02/04/2019
26/03/2019
14/03/2019
15/02/2019
20/12/2018
12/12/2018
22/11/2018
02/10/2018
13/09/2018
EDIÇÃO 27
abril-junho 2019
A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
VEJA MAIS EDIÇÕES


Copyright © 2019         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital