Publicada em: 22/11/2021 às 14:33
Notícias


Brisanet: 5G será complementar à banda larga fixa
Da Redação da Abranet*

O CEO da Brisanet, José Roberto Nogueira comentou durante o evento Teletime TEC, realizado nesta segunda-feira, 22/11, que espera o 5G funcionando como tecnologia complementar à banda larga fixa, mas não necessariamente com o acesso fixo-móvel (FWA) como principal foco. Para ele, nas classes C, D e E, a tecnologia de quinta geração poderá ter essa função de ser a principal conexão na residência, mas ele entende que a fibra continuará tendo um papel muito forte, especialmente nas classes A, B e C+, considerando inclusive a convivência com 5G.

Enquanto isso, a companhia desenha sua estratégia para a operação móvel. A Brisanet adquiriu no leilão do 5G as faixas de 3,5 GHz e 2,3 GHz (em lotes do Nordeste e Centro-Oeste). Conforme explica o executivo, isso ajudará a ampliar a cobertura. "A gente achava difícil [ganhar a concorrência do] 2,3 GHz, mas sempre desejamos frequência mais baixa para ajudar o 3,5 GHz. Na borda da abrangência, vai ajudar. Há a possibilidade de usar o 700 MHz no futuro, mas o 2,3 GHz já resolve", declarou.

A empresa vai endereçar as cidades maiores com a marca própria, enquanto nas menores espera contar com parcerias, oferecendo o modelo de MVNO. Além disso, espera que as regras do roaming permitam o avanço para outras localidades.


Powered by Publique!