NOTÍCIAS
Dois terços das empresas já foram alvo de ataque de ransomware
Por: Redação da Abranet - 29/09/2021

Pesquisa divulgada pela Fortinet, nesta quarta-feira (29/09), revelou que a maioria das organizações está mais preocupada com ataques de ransomware que com outras ameaças cibernéticas. No entanto, enquanto a maioria das empresas indicou que está preparada para um ataque de ransomware – incluindo treinamento cibernético de funcionários, planos de avaliação de risco e seguro de segurança cibernética –, identificou-se, segundo a pesquisa, uma lacuna clara no que muitos entrevistados consideram soluções de tecnologia essenciais para proteção e aquelas que podem proteger de forma mais eficaz contra os métodos mais utilizados para obter acesso às redes.

Em nota, John Maddison, EVP de produtos e CMO da Fortinet, afirmou que, de acordo com o último relatório do cenário de ameaças globais do FortiGuard Labs, o ransomware vem crescendo 1070% ano a ano. O grande número de ataques mostra a urgência das organizações em garantirem que estão lidando com as técnicas mais recentes de ataques de ransomware em redes, endpoints e nuvens.

"Como fica evidente em nossa pesquisa, há uma grande oportunidade para a adoção de soluções de tecnologia como segmentação, SD-WAN, ZTNA, além de EDR, para ajudar na proteção contra os métodos de intrusão mais comumente relatados pelos entrevistados. Além disso, as organizações estão reconhecendo o valor de uma abordagem de plataforma para a defesa contra ransomware", disse.

O 2021 Global State of Ransomware Report é baseado em uma pesquisa global realizada em agosto deste ano, com 455 líderes de TI e Segurança de organizações de pequeno, médio e grande porte de 24 países, incluindo Brasil.

Segundo a pesquisa, com base nas tecnologias consideradas essenciais, as organizações estão mais preocupadas com funcionários e dispositivos remotos, mencionando soluções como Secure Web Gateway, VPN e Network Access Control entre as principais opções.  

A principal preocupação das organizações em relação a um ataque de ransomware é o risco da perda de dados, sendo que a perda de produtividade e a interrupção das operações aparecem logo atrás. Além disso, 84% das organizações relataram ter um plano de resposta a incidentes, sendo que o seguro de segurança cibernética fazia parte de 57% desses planos.

Em relação ao pagamento do resgate em caso de ataque, o procedimento para 49% dos entrevistados é pagar o resgate à vista e, para outros 25%, depende do valor do resgate. Dos 25% que já pagaram resgate de ransomware, a maioria, mas não todos, recebeu seus dados de volta.

Para ter acesso ao relatório completo em inglês, clique aqui.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
03/11/2021
29/09/2021
04/08/2021
18/06/2021
08/06/2021
04/06/2021
31/05/2021
17/05/2021
12/05/2021
23/04/2021


Copyright © 2014-2021         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital