NOTÍCIAS
Empresas de Internet fazem a diferença e banda larga fixa é a principal conexão nos lares dos brasileiros
Por: Ana Paula Lobo - 18/08/2021

A pandemia de covid-19 mudou o cenário do uso da Internet no Brasil e no mundo. Mas aqui trouxe dados relevantes em 2020: a banda larga fixa avançou nas casas dos brasileiros pulando de 62% para 69%, em especial nas classes C, D e E, que por conta do isolamento social, tiveram de buscar a Internet para manter as atividades. Em contrapartida, o acesso exclusivo por banda larga móvel dentro das casas caiu cinco pontos percentuais passando de 27% para 22%. Os dados são da pesquisa TIC Domicílio 2020, divulgado nesta quarta-feira, 18/08, pelo CETIC.br.

"O acesso à Internet pelo celular está universalizado com mais de 93% de brasileiros usando o dispositivo para ter acesso à rede, mas como acesso para lares há dificuldades. E em um ano onde tudo ficou online, dos estudos ao trabalho, a banda larga fixa ganhou espaço, principalmente, por conta dos provedores Internet que ampliaram muito a oferta de fibra ótica", observou Fabio Storino, coordenador da Pesquisa TIC Domicílios no CETIC.br.

Apesar de os PCs estarem presentes em apenas 45% dos lares brasileiros, somando todas as classes sociais, o TIC Domicílios 2020 registrou um aumento na presença deles- desktop, portátil ou tablet- nos lares dos brasileiros, subindo de 39% para 45%, revertendo uma tendência de declínio nos últimos anos. "Aqui de novo temos um impacto direto da pandemia. Estudar pelo celular não é simples. Os PCs passaram a ser usados para as atividades de trabalho e estudo", adiciona Fabio Storino.

O dado positivo é que a pandemia fez reduzir, um pouco, a desigualdade digital. Segundo o levantamento, o crescimento da proporção de domicílios com acesso à Internet se deu em todos os segmentos analisados: nas áreas urbanas e rurais, em todas as regiões, em todas as faixas de renda familiar e estratos sociais. Os domicílios das classes C (91%) e DE (64%) apresentaram as maiores diferenças em comparação a 2019 (80% e 50%, respectivamente), e as diferenças regionais recuaram.

Usuários de Internet

A pesquisa detectou um aumento da proporção de usuários de Internet na comparação com 2019, sobretudo entre os moradores das áreas rurais (de 53% em 2019 para 70% em 2020), entre os habitantes com 60 anos ou mais (de 34% para 50%), entre aqueles com Ensino Fundamental (de 60% para 73%), entre as mulheres (de 73% para 85%) e nas classes DE (de 57% para 67%).

Pelo levantamento, o Brasil chegou a 152 milhões de usuários de Internet, o que corresponde a 81% da população do país com 10 anos ou mais. Pela primeira vez, o levantamento identificou uma proporção maior de domicílios com acesso à rede (83%) do que indivíduos usuários (81%). Na comparação com 2019, o aumento foi de 12 e de 7 pontos percentuais, respectivamente.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
18/11/2021
30/09/2021
28/09/2021
27/09/2021
20/09/2021
09/09/2021
31/08/2021
31/08/2021
23/08/2021
18/08/2021


Copyright © 2014-2021         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital