NOTÍCIAS
Governança de Internet: Brasil só perde para os EUA em sistemas autônomos
Por: Da Redação da Abranet* - 26/01/2022

Um levantamento da Internet Society destaca a atuação do Brasil na alocação de sistemas autônomos – o país é o segundo no mundo em registros, com 8.865 dos 109.046 existentes no planeta. Só os Estados Unidos atribuíram mais até aqui, 29.128.

Como a internet é uma rede de redes, o número de sistemas autônomos é uma aproximação para as diferentes redes conectadas. Lembrando que nem todos os AS são visiveis a todos, pois cerca de 30% dos ASNs atribuídos não são visíveis.

Sistemas Autônomos são conjuntos de prefixos de roteamento, grupos de redes IP, geridos independentemente. Como aponta esta publicação da Internet Society, identificar onde está a organização que registrou os sistemas autônomos serve de proxy para onde está a internet. E que a posição do Brasil reflete como a governança da internet se estruturou por aqui:

“O grande e rápido crescimento nas designações para operadoras de rede brasileiras é uma prova do trabalho árduo do NIC.br, que forneceu treinamento extensivo na criação de rede, reduziu as barreiras administrativas para obter designações de números de rede e incentivou a interconexão de rede em seus pontos de troca de Internet (IXPs ).”

Depois de EUA e Brasil, aparecem China (6.358), Rússia (5948), Índia (5103), Reino Unido (2986), Alemanha (2935), Austrália (2773), Polônia (2604), Indonésia (2464), Ucrânia (2189), Canadá (2142), França (1861), Holanda (1546), Bangladesh (1289), Itália (1217), Romênia (1201), Argentina (1181), Espanha (1174), Japão (1155). 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
27/06/2022
14/06/2022
26/05/2022
18/05/2022
03/05/2022
12/04/2022
07/04/2022
21/03/2022
18/03/2022
09/03/2022


Copyright © 2014 - 2022         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital