NOTÍCIAS
PMEs priorizam investimento em nuvem, segurança e gerenciamento de risco
Por: Da Redação da Abranet - 02/10/2022

Segurança, gerenciamento de riscos, estratégias de integração de aplicações e de demandas de infraestrutura e operações em nuvem são as três principais prioridades de tecnologia para as PMEs ainda em 2022, avalia o Gartner. 

“As empresas de médio porte estão mudando seus investimentos e até aumentando os orçamentos para financiar suas principais prioridades de tecnologia”, diz Mike Cisek, Vice-Presidente e Analista do Gartner. “No entanto, a taxa acelerada de mudança em segurança digital, integração de aplicações, infraestrutura e ecossistemas de nuvem complica a seleção de novas ferramentas, exigindo que os líderes de tecnologia atuem rapidamente para investir e entregar o retorno esperado pelas empresas.”

A pesquisa do Gartner foi realizada de março a abril deste ano, com a participação de 134 CIOs (Chief Executive Officers) e líderes de TI de empresas de médio porte em todo o mundo, inclusive no Brasil. Os entrevistados foram solicitados a identificar projetos de tecnologia que estão ativos e que estão associados às principais prioridades de tecnologia.

Medo da inflação

Conforme os líderes de tecnologia das empresas de médio porte se aproximam da temporada de planejamento anual de orçamentos para 2023, eles enfrentam novos desafios, incluindo a alta da inflação e uma possível recessão econômica. Devido ao tamanho e escala de suas operações, essas organizações costumam ser as primeiras a sentirem os efeitos econômicos, estando mais suscetíveis a impactos negativos de longo prazo.

Na pesquisa de 2022, realizada pelo Gartner com CEOs e Executivos de Negócios, 86% dos líderes C-Level das empresas de médio porte mencionam a possibilidade de um aumento significativo da inflação, com a maioria antecipando que os impactos inflacionários seriam sentidos no período de um ano a um ano e meio (de 12 a 36 meses) subsequentes. A resposta mais comum entre os CEOs dessas companhias é que o efeito viria com o aumento dos preços, seguido pela necessidade de se realizar esforços adicionais para a otimização de custos.

“Historicamente, a resposta para momentos de incerteza econômica tem sido cortar gastos, ao invés de defender novos investimentos ou aportes adicionais”, explica o analista do Gartner. “No entanto, em uma empresa típica de médio porte, os gastos com TI representam uma média de 4,7% da receita total, deixando pouco espaço para esforços de otimização de despesas”.

Para o analista do Gartner, em tempos de incertezas econômicas, os investimentos digitais devem se alinhar à prioridade de negócios para apoiar as estratégias financeiras de gestão de fluxo de caixa. “As empresas de médio porte podem lidar com a inflação com mais eficiência racionalizando seus portfólios de tecnologia enquanto investem em soluções que irão trazer benefícios financeiros ou de produtividade tecnológica para colaboradores e clientes.” 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
18/11/2022
26/10/2022
13/10/2022
10/10/2022
10/10/2022
02/10/2022
09/09/2022
06/09/2022
25/08/2022
12/08/2022


Copyright © 2014 - 2022         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital