NOTÍCIAS
Sua empresa está engajada em ESG?
Por: Roberta Prescott - 04/08/2021

A sigla ESG não é só para as grandes empresas. Cada vez mais, ela passa a fazer parte do negócio das pequenas e médias (PMEs), e é hora de entender como incorporá-la a seu dia a dia. Empresas de todos os portes serão cobradas por suas responsabilidades ambientais e sociais e pela governança. Na edição mais recente da revista da Abranet, uma ampla reportagem trata, justamente, da crescente importância de ESG a todas as organizações. 

Se a sigla ESG ainda não faz parte das discussões da diretoria,  está na hora de entender o conceito e colocá-lo em prática. “As pequenas empresas precisam trabalhar com os conceitos de ESG até porque as grandes companhias que as contratam começam a avaliar se fornecedor tem práticas ESG. Isso será um diferencial para as pequenas e médias, que terão de inserir ESG no dia a dia, nos projetos”, ressaltou Marcus Nakagawa, professor da ESPM, autor e palestrante sobre ESG.

Sustentabilidade corporativa é mais do que um conceito, tem feito cada vez mais parte da estratégia de negócios do setor privado, seja pela consciência ambiental, seja porque o próprio mercado tem exigido práticas sustentáveis. “Muito tem se falado sobre ESG e temos a certeza que isso não é uma moda, é definitivo. O dinheiro vai para quem é sustentável. Não é só produzir, é como produzir. E essa premissa acaba valendo para todas as áreas de atuação, já que envolve preservar o meio ambiente, trabalho digno, oportunidades para as pessoas, entre tantas ações”, aponta Carlo Pereira, diretor-executivo da Rede Brasil do Pacto Global da ONU. 

Para Pereira, ESG, em evidência atualmente, nada mais é do que como o mercado financeiro enxerga a sustentabilidade corporativa, nos pilares de meio ambiente, social e governança. Nos últimos anos, o interesse empresarial com a gestão ambiental e social, integrada com a governança corporativa aumentou de forma significativa. As empresas estão cada vez mais interessadas em legitimar boas práticas perante a sociedade. 

Carlo Pereira,da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, diz que muitas empresas já praticam o ESG, ainda que não o chamem assim. Uma estratégia é a empresa estar alinhada aos dez princípios universais advogados pelo Pacto Global da ONU.Pereira explica que alguns compromissos são mais difíceis e exigem investimentos, como o carbono zero, por exemplo, mas isso não é uma “exigência para amanhã”. O importante, frisa, é começar.

Marcus Nakagawa, da ESPM, diz que as boas práticas podem ser simples. “A primeira coisa que estamos discutindo é seguir as leis; e, muitas vezes, as PMEs não conseguem fazê-lo, até por falta de conhecimento e burocracia. Então, tem de conhecer a legislação, que é o básico para operar, e fazer varredura dentro da empresa para ver se está cumprindo leis e normas”, ensina o professor. 

Clique aqui e leia a matéria completa.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
13/09/2021
30/08/2021
26/08/2021
17/08/2021
09/08/2021
04/08/2021
27/07/2021
12/05/2021
03/05/2021
12/04/2021


Copyright © 2014-2021         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital