NOTÍCIAS
Taxa de sobrevivência de PMEs cai para 21,3%
Por: Da Redação da Abranet - 26/10/2022

Em 2020, ano em que a pandemia começou, as empresas brasileiras registraram a menor taxa de sobrevivência por década, apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com a pesquisa Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, apenas 21,3% das empresas fundadas em 2011 mantinham suas portas abertas em 2020. Para o gerente da pesquisa, Thiego Ferreira, “a entrada e saída de firmas no mercado é um processo natural na dinâmica empresarial, no qual diversos fatores determinam a sobrevivência das empresas”, disse.

“Desde condições macroeconômicas em que o país se encontra, a aspectos microeconômicos, como ambiente concorrencial no setor regulatório, capacidade de acesso a crédito, capital humano tanto do empresário como de seus empregados, dentre outros fatores”, afirmou ele. Outro aspecto detectado pelos especialistas do instituto é que, na média, empresas de menor porte, com número mais reduzido de empregados, têm menor probabilidade de sobreviver, afirmou Ferreira.

Nesse aspecto, o IBGE apurou que a taxa de sobrevivência de empresas com cinco anos de existência em 2020 foi de 40,7%. Nas companhias de um a nove empregados, entretanto, essa taxa foi de 51,8%; com dez funcionários ou mais, 67,5%, naquele mesmo ano. Em contrapartida, das empresas com nenhum funcionário criadas em 2016, apenas 35,5% continuavam a operar em 2020.

Pelo recorte regional, o Estado com menor taxa de sobrevivência na década encerrada em 2020 foi o Acre: apenas 12,9% das companhias criadas em 2011 estavam de pé naquele ano. Em contrapartida, Santa Catarina foi o Estado com a maior taxa de sobrevivência, 27,6%, no ano em que a pandemia começou. Por grandes regiões, as maiores taxas de sobrevivência em 2020 foram observadas no Sul (23,9%) e Sudeste (21,4%). As menores foram registradas no Norte (16,8%); Nordeste (19,1%) e Centro-Oeste (20,9%).

O estudo publicado é um recorte do Cadastro Central de Empresas (Cempre). De acordo com os dados do levantamento, o país tinha 4,9 milhões de empresas ativas em 2020. No levantamento, o IBGE exclui, no cômputo total de companhias, órgãos de administração pública; entidades sem fins lucrativos, organizações internacionais; e microempreendedores individuais (MEI). 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
02/02/2023
22/01/2023
16/01/2023
22/12/2022
20/12/2022
16/12/2022
18/11/2022
26/10/2022
13/10/2022
10/10/2022


Copyright © 2014 - 2023         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital