NOTÍCIAS
Fundo Pátria paga R$ 1,4 bilhão e é a mais nova operadora de celular nacional
Por: Por Luis Osvaldo Grossmann* - 04/11/2021

O primeiro lote vendido do leilão 5G, na faixa de 700 Mhz, já tem um novo dono. Trata-se do fundo Pátria/Blackstone, que comprou a faixa nacional por R$ 1,4 bilhão, um ágio de 805,64% em relação ao preço inicial.

O Pátria, concorrendo como Winity II Telecom, derrotou a Highline, que ofereceu R$ 333,33 milhões e a VDF (Datora), que ofereceu R$ 318 milhões. Neko (Surf) e Brisanet ficaram fora da disputa.

A Winity II surge para ocupar o espaço que será deixado pela Oi Móvel, adquirida pela TIM, Claro e Vivo por R$ 16,5 bilhões. Mas o modelo de negócio da nova operadora móvel celular ainda não foi revelado pelos seus proprietários.  Os participantes da Winity II no leilão, em Brasília, não querem se pronunciar sobre a aquisição.

Em novembro do ano passado, a Pátria Investimentos redobrou sua aposta no segmento de dados com o lançamento da Winity, uma  empresa de infraestrutura para telecomunicações. A companhia, à época, anunciou um investimento de mais de R$ 3 bilhões, com foco em redes sem fio.

Um dos primeiros projetos da nova plataforma foi resultado de um contrato assinado com a TIM Brasil, para a construção de “centenas” de sites (pontos de infraestrutura de rede). O Pátria já tem outras duas empresas no setor de dados. Uma delas é a Odata, empresa de centros de dados com atuação no Brasil, na Colômbia e no México e era dona da Vogel Telecom, comprada pela Algar Telecom.

Entre os compromissos assumidos pela Winity II, no caso a Pátria Investimentos, está a cobertura de 31 mil quilômetros de rodovias, e levar o serviço 4G para 621 localidades.

*Com Ana Paula Lobo

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
23/11/2021
04/11/2021
04/11/2021
04/11/2021
27/10/2021
13/09/2021
25/08/2021
18/08/2021
18/08/2021
11/08/2021


Copyright © 2014 - 2022         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital