NOTÍCIAS
Highline se propõe a comprar licença 5G e oferecer espectro como serviço para PPPs
Por: Ana Paula Lobo - 22/03/2021

Os pequenos prestadores de serviços de telecomunicações, responsáveis pela interiorização da fibra ótica e que reunidos são a maior operadora de telecom no Brasil, de acordo com dados da Anatel, só terão condições de participar do leilão 5G se unirem esforços - em consórcios -ou se adotarem modelos alternativos. "O uso da faixa vai demorar, mas o leilão é agora e a apresentação das garantias também", observou o diretor de estratégia e novos negócios da Highline, Luis Minoru, ao participar de painel sobre o 5G no Fórum das Operadoras Inovadoras, realizado pelo Mobile Time e pelo Teletime, nesta segunda-feira, 22/03. Os provedores Internet só terão direito ao uso da faixa a partir do segundo semestre de 2023, por conta da limpeza das TVROs, que são as parabólicas.

A proposta da Highline para os ISPs é inovadora. A companhia se dispõe a comprar a licença 5G - um investimento elevado, mesmo na faixa dedicada aos provedores regionais - e repassar o espectro como serviço, junto com toda a infraestrutura. "Não vai dar para fazer 5G sem compartilhamento do ecossistema. O espectro é um dos componentes importantes na cadeia. Mas insisto: isso só vai acontecer se os ISPs se juntarem e virem que ao final, a conta vai fechar", observou Minoru. O executivo da Highline informou ainda que já pilotos em andamento do modelo completo de serviço, mas não quis revelar em quais cidades eles acontecem nem quem são os parceiros.

O presidente da Qualcomm, Luiz Tonisi, lembrou que as pequenas prestadoras são o Brasil que deu certo em telecomunicações ao expandirem a oferta de fibra ótica para o interior do país. Segundo ele, é absurdo colocar fibra ótica e 5G como antagonistas. "Não são. Os dois se complementam e muito", ressaltou o executivo. Ele lembra que, hoje, apenas 35% das casas brasileiras têm banda larga, o que significa que há 65% do mercado não atendido e o 5G terá papel de política pública nos próximos anos. A Qualcomm também aproveitou o evento para afirmar que vai entrar no mercado de Wi-Fi 6 e de Wi-Fi 6E. "O maior interesse nosso é levar conectividade. O 5G é para todos. O Wi-Fi é para todos", completou Tonisi.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
18/10/2021
27/09/2021
24/09/2021
24/09/2021
23/09/2021
20/09/2021
20/09/2021
25/08/2021
24/08/2021
20/08/2021


Copyright © 2014-2021         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital