NOTÍCIAS
Tadao Takahashi é homenageado no 12º Fórum da Internet no Brasil
Por: Redação da Abranet - 06/06/2022

A trajetória pioneira de Tadao Takahashi, que faleceu em abril, foi lembrada na sessão principal “30 anos da ECO-92 e o futuro da Internet no Brasil: uma homenagem a Tadao Takahashi”, durante o último dia do 12º Fórum da Internet no Brasil (FIB12).

O evento celebrou a contribuição e a importância do pesquisador e acadêmico Tadao Takahashi para a construção da Internet no Brasil. A mesa, mediada por Tanara Lauschner (CGI.br), teve a participação de precursores da rede no país e novas lideranças da área.

Tanara destacou que a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, ocorrida no Rio de Janeiro em 1992, teve papel importante na Internet em território nacional, e lembrou da relevante atuação de Tadao naquele contexto. “A história da ECO-92 e na expansão da Internet no país a colaboração de Tadao Takahashi foi fundamental. Tadao atuou fortemente durante o evento, junto com outras pessoas e instituições parceiras, para viabilizar o acesso dos delegados da conferência a serviços de correio eletrônico”, disse.

Carlos Alberto Afonso (Instituto Nupef), também pioneiro da rede no país, apresentou uma visão histórica de como a conferência da ONU teve uma intersecção com desenvolvimentos paralelos de redes liderados por entidades civis em vários países, e por aqui, imbricada com o início da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, a RNP - que acabou contribuindo decisivamente para a ativação e permanência das primeiras conexões do Brasil com a Internet nos Estados Unidos. Segundo ele, “em todo o processo esteve a presença imprescindível de Tadao Takahashi”, que no início da década de 1990, liderou a construção da RNP. Ao final de sua apresentação, CA exclamou: "Tadao, companheiro de pelejas, você fará muita falta!"

Beatriz Zoss (RNP) enfatizou que a Internet já em 92, naquele embrião, mostrava três grandes camadas: a social representada pela presença dentro da ECO-92 do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e do Alternex -- projeto de serviços de comunicação via redes de computadores --, a camada técnica, e a de ensino e pesquisa, que deu suporte para que tudo acontecesse. Beatriz destacou os avanços obtidos pela RNP desde sua criação. “Isso foi uma visão que Tadao talvez tivesse na época e que, para mim, era muito longe de ver, mas com muito orgulho, peguei carona nesse sonho, que estou vendo se materializar”.

Demi Getschko, diretor-presidente do NIC.br, também pioneiro da rede no país, falou sobre iniciativas que devem muito ao Tadao. Uma delas aconteceu em 1995, quando o governo estudava meios de como oferecer a Internet comercial em território nacional. Tadao Takahashi foi um dos que convenceu Sérgio Motta, ministro das Comunicações na época, a definir que a área de Telecomunicações e a Internet eram coisas diversas e complementares. “Isso ajudou na evolução da rede no Brasil, porque a deixou livre de amarras”.

Ele fez um apelo para que tentássemos aprimorar a definição do que significa Internet. “Quando defendemos neutralidade, defendemos ‘neutralidade da Internet’. É fundamental separá-la das construções que são feitas sobre ela. Uma coisa é a Internet, que deve ser uma estrutura única, cobrindo o mundo inteiro, e outra são as construções sobre ela, independentemente de serem boas ou ruins. Essas podem ser passíveis ou não de regulação, podem ser consideradas como “intermediários” no sentido clássico, ou não. Para termos um caminho futuro claro sobre isso, há que se separar o tratamento da Internet, que tem de estar disponível para todos, do que é construído sobre ela. Tadao fará muita falta nesse cenário em que a objetividade e a racionalidade são fundamentais”.

Para Eduardo Parajo (vice-presidente da Abranet), o embrião de 92, marcado pelas primeiras conexões, representou uma revolução na comunicação brasileira. “Ele foi importante para que tivéssemos um ponto focal naquele momento de divisão do que aconteceria no Brasil em relação à Internet”. Após fazer um retrospecto da evolução desse mercado no país, Parajo agradeceu a pioneiros, como Tadao, Getschko e Carlos Afonso, que ajudaram “a projetar esse futuro, o que vivemos hoje e o que ainda vamos viver”.

Durante a sessão, foi exibido um vídeo, mostrando a contribuição e a importância de Tadao Takahashi para a Internet no Brasil. Emocionada, Laura Takahashi agradeceu pela homenagem e pelo evento que honrou a memória do irmão. “Ele sempre acreditou que as mudanças positivas são possíveis de serem realizadas no Brasil. E lutou por isso até os últimos dias da sua vida”. Ela compartilhou a visão de futuro que Tadao vinha apresentando nos últimos tempos. “Meu irmão tinha um interesse especial na realização de projetos sociais de apoio à formação e educação de crianças e adolescentes de comunidades socialmente vulneráveis. Projetos com ênfase em tecnologia e ensino. Desde 2021, junto com alguns colaboradores, começou a construir uma associação sem fins lucrativos, uma organização social civil com esse objetivo, que agora denominamos Instituto Tadao Takahashi”.

Selma, prima de Laura, apresentou o instituto, cujos objetivos são preservar a memória histórica sobre a implantação e desenvolvimento da Internet no Brasil, enfatizando a contribuição de Tadao, resgatar suas ideias e estudos sobre o futuro da Internet e promover o conhecimento como instrumento de transformação social, criando modelos de uma educação holística, que integra tecnologia, saúde, crescimento pessoal e humanístico. Realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), a edição deste ano do Fórum aconteceu cidade de Natal (RN) e contou com 1.500 inscritos.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
30/06/2022
13/06/2022
06/06/2022
06/06/2022
20/05/2022
18/04/2022
04/03/2022
17/02/2022
22/12/2021
06/12/2021


Copyright © 2014 - 2022         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital