NOTÍCIAS
Fusões e aquisições entre empresas de internet se mantêm praticamente estáveis em 2022
Por: Redação da Abranet - 16/01/2023

O número de fusões e aquisições entre empresas de internet caiu ligeiramente no último ano, conforme informou a KPMG. Foram 640 transações em 2022 contra 658 em 2021. Contando o setor de serviços tecnológicos como um todo — que, no apanhado da consultoria, engloba organizações de tecnologia da informação, telecomunicações e mídia, além de empresas de internet — o ano encerrou-se com 969 operações de fusões e aquisições em todo o país. Esse desempenho é 10,4% inferior ao registrado em 2021, quando foram concluídas 1.082 transações. 

Os dados são de uma pesquisa realizada trimestralmente pela KPMG com 43 setores da economia brasileira. De acordo com o relatório, as empresas de internet registraram 640 negociações entre janeiro e dezembro passado. Na sequência, aparecem os setores de tecnologia e informação, com 268 operações, e as organizações de telecomunicações e mídia, com 61. 

Com relação ao tipo de transação, do total realizado em 2022, a maioria (595) envolveu empresas domésticas. Outras 302 operações foram realizadas no formato CB1, quando uma companhia estrangeira adquire capital no Brasil, mais 44 como CB4, modalidade em que uma empresa estrangeira adquire, também de estrangeiros, uma organização estabelecida no Brasil, 17 de CB2, que são empresas de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no exterior, e 11 de CB3, que são organizações de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

Em nota à imprensa, o sócio-líder de tecnologia, mídia e telecomunicações KPMG no Brasil e na América do Sul, Márcio Kanamaru, destacou que o ano calendário que se inicia mostra desafios domésticos e internacionais sob o ponto de vista de fusões e aquisições. Segundo ele, isso mostra que muitos processos que aconteceram em 2022 passarão por uma realização destes investimentos para eventual avaliação do pipeline de oportunidades e subsequentes materializações de novas transações.

A pesquisa da KPMG também revelou que o número de fusões e aquisições ao longo de 2022 registrou queda de 12% na comparação com 2021. De janeiro a dezembro de 2022 foram 1.728 negociações. Apesar da baixa, esse desempenho representa o segundo melhor ano da série histórica. 

Luís Motta, sócio líder de fusões e aquisições proprietárias da KPMG no Brasil, apontou que o ano de 2022 foi o segundo mais forte da série histórica, elaborada desde 2003. Apesar disso, ressaltou, observou-se uma redução gradativa no número de transações desde o primeiro trimestre. Ele explicou que o principal motivo para essa queda foi a redução do apetite dos investidores por empresas de tecnologia, que têm historicamente contribuído com a grande maioria do número de transações. 

Outros motivos que justificam essa queda foram a piora do cenário econômico internacional e o aumento das incertezas de médio e longo prazo no cenário econômico local, acentuado no segundo semestre do ano, na análise de Motta. 

Com relação aos setores que mais realizaram operações no ano passado, além das instituições financeiras, os destaques foram as companhias de internet, que lideraram com 640 transações, e tecnologia da informação, com 268. Dos estados brasileiros, São Paulo aparece na lista com 1.109 negócios fechados, seguido por Minas Gerais com 130 e por Rio de Janeiro com 106.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:
19/01/2023
16/01/2023
06/12/2022
22/11/2022
25/10/2022
25/07/2022
13/07/2022
21/06/2022
24/05/2022
03/05/2022


Copyright © 2014 - 2023         Abranet - Associação Brasileira de Internet         Produzido e gerenciado por Editora Convergência Digital